Prive Contos Eróticos - (Verídico) Vigia do Cemitério


Home / Prive Contos Eróticos / Prive Contos Eróticos – (Verídico) Vigia do Cemitério

Prive Contos Eróticos – (Verídico) Vigia do Cemitério


Isso ocorreu o ano passado, sempre gostei de fumar um cigarrinho do capiroto, e nesse dia resolvi caminhar pela cidade curtinho a viagem que eu estava…


Depois de caminhar um tempão cheguei a uma pracinha, em frente ao cemitério municipal, era calor e a praça estava cheia, ascendi meu cigarrinho e fiquei lá fumando e observando o que acontecia, crianças brincando, um pessoal tomando chimarrão…


Ao escurecer o pessoal começou a ir embora, começou a esvaziar a praça, ficando eu e mais 3 caras cada um em um canto da praça, comecei a ficar com tesão, pois fazia tempo que eu não dava uma boa de uma chupada num caralho…


Vejo que os caras começaram a se despedir, ficando apenas um, que por sinal era o coroa mais gostoso da turma, jaime como descobri depois, devia ter uns 50anos, 1,70m, meio gordinho e os olhos verdes…


Continuo sentado no banco, e ele se para na porta do cemitério, eu sem entender nada ainda fico ali parado curtindo um som no cel, e fumando…


Depois de um tempo ele atravessa a rua e puxa papo comigo, aquela história de sempre será que chove… kkk


Depois de um tempo ele sai me falando que iria fazer a ronda, mas que voltava logo, achei massa, eu tinha feito mais um amigo pensei, nunca passou pela minha cabeça ele qrer algo comigo…


Passados uns 15 minutos ele volta se senta ao meu lado e começamos a trocar uma ideia, mas nem tocamos em assunto de sexo, até que ele me diz conhece o cemita, e eu respondo que não, e me convida pra ir conhecer, que ele vai ser meu guia… Nesse momento comecei a sentir maldade na história…


Quando entramos, a gente viu q estava chegando gente, pra dar um conferes, e jaime permitiu a entrada deles e me disse, vamos ficar aqui, qndo eles saírem te mostro o que vc quer ver…


Gelei por dentro, e os 10 minutos que o povo demorou pra sair foram longos…


Quando sairão ele me diz vou dar uma mijada, e eu fiquei ao seu lado pra ver o pau dele, que qndo tirou pra fora foi a maior surpresa, um pauzão enorme, 22cm, com uma cabeça grande e rosada, parecia um cogumelo…


Ele me pergunta já viu um grande assim, quer dar uma pegada…
Eu falei pra ele que eu queria era chupar e não pegar…


Ele tirou toda a sua roupa e com a boca foi tirando a minha, ele queria me ver peladinho… quando tirou tudo caiu de língua no meu rabo, e me chamava de putinha do papai…


Não aquentando mais de tesão me ajoelhei na frente dele e comecei a engolir aquele mastro, chupei por um tempo, e ele me dizia que boquinha gostosa tem essa putinha, e pediu pra parar pois ele qria meter no meu rabinho…


Colocou uma camisinha e socou com tudo no rabo, aquele pauzão entrou e me rasgou todinho, eu gritava de dor, até que a dor passou e pedi pra ele me fuder gostoso, dei em cima de túmulos, até que ele disse que ia gozar, e que queria gozar na cara da sua nova putinha….


Me ajoelhei novamente e vi aquele pauzão despejar jatos de porra na minha cara, gozou muito e falava toma o leite do teu veio puta… me lambuzou todinho…


Nos limpamos, e ele me acompanhou até a saida, ascendi um cigarro e fui pra casa feliz da vida com o cú arrombado por aquele pauzão .

Autor:
arthurgaucho 

Check Also

Prive Contos Eróticos – UM SKATISTA BUNDUDO GOSTOSO

  Próximo a minha casa mora um cara. Eu nunca me amarrei em macho, mas …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.