Prive Contos Eróticos – Trepando com o professor na academia

Ae galera esse é meu primeiro conto aqui e espero que gostem, esse conto é real e

aconteceu ontém, vou mudar os nomes pra preservar as pessoas neles envolvidas e a mim também.

Vou começar me descrevendo, Meu nome é Bruno (fictício) tenho
1,80m, 95kg, cabelos pretos, olhos castanhos, lisinho.
Bem por necessidades estéticas e de saúde eu resolvi fazer academia e
perguntei para um amigo meu japa também sarado, muito gato, que já é rato
de academia onde ficava a academia dele e ele ficou de me levar pessoalmente, apresentar a academia e tals.
Esse meu amigo se chama Crís (fictício) ele tem 1,85m, 75kg, saradasso,
gostoso, cabelos pretos comprimento médio estilo surfista, bronzeado de praia, olhos castanhos.



Liguei pra ele contei a minha história pra ele marcamos 20:00 para que eu pasasse na casa dele para apanhá-lo.
Cris: Passa aqui umas 20:00 pra me pegar e agente vai.
Bru: Mas Cris você me disse que a academia fecha as 21:30, você não vai malhar?
Cris: Vou sim mas em 1/2 hora te mostro toda a academia e te apresento o dono
que é meu amigo na hora de ir embora, beleza?
Bru: Beleza.
Então conforme o combinado 20:00 lá estava eu enfrente a casa dele para pegá-lo.
Bru: Oi Cris!!!! Beleza?
Cris: Oi Bu vamos? É aqui perto 5 minutinhos.
Bru: Vamos!
Ele foi me indicando o caminho e chegamos em uma academia de porte
pequeno mas muito bem equipada e confortável, entramos ele me apresentou pra recepcionista, me mostrou todos os equipamentos e me disse:
Cris: Bu fica avonts ai que eu vou malhar e te chamo na hora de ir embora pra apresentar o dono e professor e vamos embora, bele?
Bru: Sussa.
E assim o tempo foi passando eu jogando conversa fora com a recepcionista e nisso já era 21:10 a recepcionista disse:
Recepcionista: Bruno, seu nome né?
Bru: Sim.
Recepcionista: Então já passa 15 minutos do meu horário eu já vou indo o
Lucas (ficticio) fecha tudo, acho q seu amigo deve te apresentar a ele, ok?
Bru: De boa, bom descanso.
Recepcionista: Obrigada, tchau!!!
Bru: Tchau.
E fiquei lá lendo uma revista já era 21:45 e nada do meu amigo, todos já haviam
ido embora há tempos a academia estava deserta, resolvi procurar o Cris pra ir
embora pois no dia seguinte eu trabalho.
Subi para os vestiários e ouvi uns gemidos, de 2 homens e notei que um desses
gemidos parecia o Cris, fui andando meio apressado meio que
já prevendo o que estava acontecendo.
Entrei no vestiário sem fazer barulho e vi o Cris comendo o Lucas
alucinadamente, eu fiquei ali na porta parado vendo aquilo sem fazer barulho.
Lucas é o sonho de consumo de qualquer cara GAY loiro, 1,85m, 75kg
de puros musculos, lisinho, branquinho, olhos azuis, uma bunda deliciosa.
Foi então que eu esbarrei em um frasco de sabonete líquido que estava encima da pia que caiu no chão.
Com o barulho o Lucas olhou desesperado pra mim dizendo:
Cris: Bu não é o que vc está pensando, calmae que isso tem explicação!!!
Bru: Hahahahahaha isso é o que eu to vendo sim, e eu já sabia que
você não é tão hetero quanto você diz que é o Rica (ficticio) já tinha
me contado que você fode ele sempre que dá!!!!
Cris ficou vermelho mas continuava com a pica cravada no cu do professor,
Lucas de branco estava transparente pois tinha fama de pegador.
Bru: Bom pra vocês terem meu silêncio os 2 vão ter q dar pra mim e
ainda quero um descontinho camarada na mensalidade hahahahahaha.
Eu então tirei minha roupa e os dois logo cairam de boca no meu pau e o Lucas disse:
Lucas: Aqui o único que dá alguma coisa sou eu, você acerta com o Cris na sua casa hahahahahaha
E logo arregaçou o bundão me oferencendo uma camisinha que fiz o
Cris colocar com a boca no meu pau.
Soquei a vara com gosto no cu do professor q urrou de dor e de prazer pois
meu pau é mais grosso que o do Cris mas não é muito grande.
Nossa soquei como um louco no cu do professorzinho até q gozei loucamente
eu tava num tesão tão louco que catei outra camisinha, botei no meu pau e disse:
Bru: Cris quero você agora e coloquei ele de 4 que não ofereceu resistência, mas disse:
Cris: Bele mas vai com calmaaaaaaaaaaaaaaiiiiiiiiiiiii!!!!!
Eu soquei tudo sem dó e fiquei parado dentro dele, quando ele se recuperou da dor ele disse:
Cris: Nossa Bu era pra ir com calma eu era cabaço!!!!
Bru: (risos) Você ta sentindo o que o Rica sentiu!!!!
Cris: Poxa foi maldade mesmo….
Mal ele terminou de falar eu comecei a socar com força no cu dele e ele
gemia como uma cadelinha louca no cio, de dor e de prazer, dessa vez
demorei mais pra gozar mas enchi a camisola de porra.
Depois que gozei ainda fiz ele me chupar pra deixar meu pau limpinho pra voltar pra casa.
Espero que tenham gostado!!!
Abraços
Autor: Japa SP

Mundo Mais 

Check Also

Especial – Dia da Consciência Negra – Prive Contos Eróticos – O NEGRO DO BANHEIRO DO POSTO

Olá amigos do Blog, esse é meu primeiro conto por aqui. Meu nome é Haendel , tenho 20 …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *