Prive Contos Eróticos – UMA CARONA DE MOTO, E UMA BELA FODA COM O MOTOQUEI

Um dia que parecia que ia ser muito quente, isso segunda as previsões. e assim foi, logo pela manhã o calor já era quase que insupotavel. como de costume Greco saiu de casa para ir trabalhar, pega um onibus e no terminal, salta e pega um outro que o deixaria proximo do seu trabalho, dava para ir a pe, porem com aquele calor, ele iria chegar todo suado, portanto resolveu esperar por mais um onibus.
-No ponto, a espera do onibus, Greco tenta se esconder do sol, e depois de um tempo uma moto para alguns metros dele, e pergunta para Greco se ele está indo trabalhar, Greco diz que sim, e o motoqueiro pergunta quer uma carona?


-Ao se aproximar reconhece que se tratava do motoqueiro entregador de agua, que trabalhava bem enfrente a seu trabalho. subiu na moto e no trajeto até seu trabalho, Greco se descuidou e sua mão deslizou e sem querer foi parar bem em cima da rola dele.

– Assim, foi que percebeu que aquela hora o motoqueiro já estva com uma ereção. Ele diminuiu a velocidade da moto e disso; você viu como eu estou logo cedo! eu respondi,claro que vi, e como não poderia ver. seu pau está duro! é poderia fazer alguma coisa por mim e por ele? eu disse que sim, porem não havia lugar ali.

-Conheço um lugar, você vai comigo? sim eu vou. Mais vamos ter que faltar ao trabalho, é um pouco longe! tudo bem vamos, e lá fomos. o lugar era no meio do mato, onde existia uma cachoeira, e aquela hora da manhã, não haveria ninguem por lá.

-Chegamos , descemos, e ali mesmo na motocomeçei a chupar aquele pau, uma rola grande, começava fina, e a seguir ia engrossando, uma delicia de rola. Chupei com vontade e ouvia dele apenas gemidos e uivos. claro que tambem ouvia o canto dos passaros. um lugar bucolico e tranquilo.

-Fui tirando suas roupas, e finalmente ele estava completamente nú, e somente para mim.Chupei cada pedacinho daquele corpo, e sua vara cada vez mais dura. puxa,meu,, que tesão, sua boca é uma delicia, dizia ele. quero enfia minha rola todinha em você! humm!! vou adorar.

– Ele foi tirando minha camisa, e já sem camisa , ele começou a chupar meus mamilos, e foi descendo, até chegar no meu abdomem. Lá ele abriu o ziper da minha calça, desceu e a tirou por completo, ficando eu so de cueca.

-Meu pau estava tambem muito duro, ele começo a chupa-lo, e de um momento para outro ele me virou, abriu minha pernas e começo a chupar meu cú. Era uma delicia o que ele estava fazendo. Ele equanto chupava meu cú dizia; estou preparando ele para minha rola, quero ve se ele vai aguentar minha rola. quero enfiar até chegar as minhas bolas.

-Eu escorado na moto, ele atrás de mim, assim bem devagar ele foi subindo lambendo minhas costas, e quando chegou ao meus pescoço, sua rola colou na minha bunda, e eu senti o quanto ela estava dura. ele começou a morder meu pescoço, e ao mesmo tempo ele roçava sua rola na minha bunda.

-Eu estava quase explodindo de tesão, e disse para ele! vai, me come logo. Eu não estou mais aguentando, quero sua rola todinha dentro de mim. Você quer seu puto! você vai aguentar? Vi ele cuspindo na mão, e passando na sua rola, enquanto não estava bem lambusada de saliva ele não parou.

-Sua rola estava pingando de tanta saliva, aí ele foi colocando bem devar na minha bunda. e ao chegar na entradinha do meu cuzinho, ele se ageitou, e foi enfiando centimetroa centimetro. Vou meter bem devagar, para você sentir todo o meu pau.

-Quando sua rola finalmente chegou até o tronco no meu cú, ele deu uma parada e disse. Pronto! já esta todinha dentro de vccê, Você tá sentindo? ele segurou, no meu quadril, e foi metendo com vontade. as vezes lento, e as vezes rapido. Sua estocadas me fazia vibrar de tesão.

-Eu sentia aquela rola atolada todinha dentro de mim, e ele sentia que eu estava gostando, e metiacom vontade e mais. Diz para mim que não está gostando diz? eu não posso mentir, eu to adorando, e aí que ele metia mesmo.

-Ele estava suando, e eu tambem. começei a morder sua rola com emu cú, e ele diz; assim não seu puto. você que me matar de tesão é? não para, continua assim, e eu continuei. Enquanto meu cú mordia a rola de juan, ele fazia questão de enfiar cada vez mais fundo, arrancando de mim gemidos urros e uivos.

-Isso o deixava cada vez mais louco, e assim ficamos por minutos. Eu cansado e feliz disse para Juan, eu quero gosar, vamos gosar? ele então diz, vamos sim. mais depois não vamos embora, quero comer você esse dia todinnho. Tá bom então.

-Ele começo a pegar no meu pau,e metia cada vez mais rapido, e batinha para mim cada vez mais rapido tambem, eu já estava quase gosando, e meus gemidos ficam mais intenssos e ele me pergunta; você está perto de gosar? lhe respondo sim, eu estou. e ele tá uma estoca mais profunda, que eu sinto suas bolas quase entrando no meu cu.

-Essa estocada foi a gota d’agua, soltei um longo gemido, e um grito, e comecei a gosar. MInha porra jorrava abundantemente em sua mão. e meu cú se contraia, em mordidas fortes, e por fim ele começa a morder o meu pescoço, dizendo eu estou gosando tambemmmm. que delicia de cú, eu nunca meti com tanta vontade, como estou metendo em você. Que delicia de cú, você foi perfeito.

-Quero comer esse cuzinho o dia todo, e depois daqui quero encontrar você mais vezes. E assim aconteceu. sempre que tinhamos um tesão, recorriamos um ao outro.

Escritor:
 green

Mundo Mais 

Check Also

Prive Contos Eróticos – SADOMASOQUISTA SAFADO !

  Olá galera, esse é meu segundo conto, o primeiro contei minha historia de amor …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *