Home / Prive Contos Eróticos / Prive Contos Eróticos – O Pedreiro Novinho

Prive Contos Eróticos – O Pedreiro Novinho

Bom esse é meu primeiro conto mas é verdadeiro e aconteceu nesse fim d semana.
Sexta feira a noite por volta das 22 horas fui num barzinho perto de casa encontrar com uns amigos e como tem karaoke ficamos ate as 2, quando iamos saindo chega um garoto amigo de um dos meus colegas. Eles conversaram e esse meu colega apresentou ele para todos e como estavamos de saida ele perguntou pra onde estavamos indo, meu colega disse:
Vamos pra casa.
no que ele virou e disse:
Pq nao passamos no posto pegamos umas cervejas e vamos la pra obra -eles trabalham na obra de um predio aqui perto. – que é mais tranquilo, meu colega concordou e minha amiga que estava com ele tambem, entao seguimos pro posto, pegamos as cervejas e fomos pra obra.


Enquanto bebiamos e conversavamos eu percebia que o garoto me olhava. Depois um tempo meu colega se levanta e diz que vai tomar banho e minha amiga vai junto mas de sair eles falam: nao vao fazer nada que nos dois nao fariamos, e foram pro banheiro no andar d baixo e eu fiquei com a maior vergonha pelo q eles falaram, mas o R. virou e disse to com calor vou tomar uma ducha tambem. Ele foi pro banheiro e eu fiquei onde estavamos entao ele me chama e pede pra pegar a toalha que ele esqueceu, quando cheguei na porta do banheiro fiquei olhando ele de cima a baixo cheio de vontade de agarrar ele ali mesmo, e ele vendo que eu nao tirava o olho do seu corpo nu disse:
Nao vai me dar a toalha?
Eu entreguei e fiquei esperando ele sair do banheiro.
Ele vestiu uma bermuda sem cueca e voltou pra o comodo onde estavamos e se deitou no colc hao que tava la eu me sentei do lado dele e so pensava em como seria gostoso sentir aquele garoto em mim, e ele pra provocar pega meu celular e comeca a mexer ate encontrar um video onde o cara ta comendo a mina no muro do colegio e na hora que ela comeca a chupar a rola do cara ele olha pra mim e diz:
Voce gosta disso?
Eu dei uma de inocente e respondi:
Do que?
Ele passou a mao no pau por cima da bermuda e falou:
Disto
Eu que ja estava doido de tesao e de vontade de dar pra ele respondi na lata que sim
Ele se levantou e pediu pra esperar.
Ele foi ate o corredor e voltou, fechou a porta e veio se deitar novamente.
E ae vai me deixar a vontade ou vai ficar so imaginando?
Com essas palavras eu nao me segurei mais e parti pra cima dele arrancando sua bermuda.
Comecei passando a lingua em suas bolas e em seguida fui subindo engolindo seu pau que senti crescendo e ficando cada vez mais duro em minha boca.
Chupei ele nesta posicao por um bom tempo depois ele me deitou e veio por cima de mim me fazendo engolir tudo e ficou fodendo minha boca.
Ele descia o corpo fazendo a rola ir fundo na minha garganta e socava ate eu tirar um pouco mas ele logo colocava novamente.
Chupei ele por uns 15 ou 20 minutos e ele nao gozava, entao pedi a ele que gozasse na minha boca.
Voce quer mesmo? Entao chupa minhas bolas.
Enquanto eu chupava suas bolas ele batia uma punheta, antes de gozar ele mandou eu continuar a punheta pra ele,mas com a boca.
Assim eu fiz.
Ele me segurou pelo cabelo e eu fui sugando sua rola ate comecar a sentir sua porra jorrando em minha boca.
Engoli tudo e ele ainda continuou com a rola na minha boca ate eu deixar ele limpo.
Nesta hora escutamos a voz do meu colega, ele se vestiu e abriu a porta e ficamos conversando como se nada tivesse acontecido.
Isso foi muito bom, mas foi so o comeco da noite, depois conto como foi na hora a ele me comeu.

 
Escritor:
 alemoreno 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*